top of page
Home: Blog2
  • Foto do escritorRita Cardoso

S. Miguel, Açores | Chá Gorreana - Fábrica - Trilho PRC28 SMI

Atualizado: 21 de abr. de 2021

(English below)


Com uma vasta área de 32 hectares, a plantação de chá Gorreana é a mais antiga plantação de chá da Europa, remontando a 1883, como um negócio familiar. É cultivado de forma totalmente orgânica, uma vez que as pragas que afectam a planta do chá, não sobrevivem no clima da ilha, não havendo necessidade de recorrer a químicos.


Além da plantação de chá, pode-se visitar no mesmo local o museu e a fábrica. Todas as folhas de chá, que são apanhadas à mão, são tratadas ainda de forma artesanal com máquinas que remontam a 1840, e são produzidos aqui 3 tipos de chá: verde, preto e Oolong. Se nunca viram o processo de fabrico, aqui podem espreitá-lo. Têm mais informações no site do Chá Gorreana.

Pelo meio da plantação, há um pequeno trilho pedestre assinalado, idealmente feito para conhecer a planta do chá e ver-se a apanha das folhas, que têm um momento e forma específica de apanha. É uma sensação de paz vermo-nos rodeados de filas e filas de plantas todas alinhadas, de um verde vibrante e com vista para o mar. Um momento perfeito para respirar fundo. É um trilho fácil, circular com 3,4km e faz-se muito bem. Tem início no parque de estacionamento da fábrica e a plantação fica do outro lado da estrada.

De toda a visita, o que gostei mais foi do trilho, se tiverem pouco tempo aconselharia a começar por aí.




Recomendações:

  • Verificar o tempo antes de ir. Spotazores foi sempre a minha escolha, com câmaras directas abrangendo a maior parte da ilha.

  • Tentar ir em horas de menor fluxo de pessoas para se apreciar com calma.

  • Ir preparado com calçado confortável para fazer o trilho pela plantação.

  • Levar sempre uma peça extra de roupa mais quente e um impermeável ou corta-vento. O que se diz do tempo dos Açores é bem real, 4 estações do ano num só dia e repentinamente.


Clica aqui para ver a minha lista de sugestões de locais a visitar em S. Miguel.



 

With a vast area of ​​32 acres, the Gorreana tea plantation is the oldest tea plantation in Europe, dating back to 1883, as a family business. It is grown in an entirely organic way, since the pests that commonly affect the tea plant do not survive in the island's climate, so there is no need to use chemicals.

In addition to the tea plantation, you can visit the museum and the factory in the same place. All the tea leaves, which are picked by hand, are still handcrafted with machines dating back to 1840, and 3 types of tea are produced here: green, black and Oolong. If you have never seen the manufacturing process, here you can see it. You can find more information on the Gorreana Tea website.

In the middle of the plantation, there is a small marked pedestrian trail, ideally designed to get to know the tea plant and to see the picking of the leaves, which has a specific moment and form of picking. It is very peaceful to be surrounded by rows and rows of plants all lined up of a vibrant green and overlooking the sea. The perfect time to take a deep breath. It is an easy, circular trail with 3.4km and it is easily done. It starts in the factory car park and the plantation is on the other side of the road.

Of the whole visit, what I liked the most was the trail, if you don’t have much time I would advise you to start by doing it.


Recommendations:

  • Check the weather before you go. Spotazores has always been my choice, with direct cameras covering most of the island.

  • Try to go during hours with less people, to enjoy it for yourself.

  • Go prepared with comfortable shoes for the plantation trail.

  • Always take an extra piece of warmer clothing and a raincoat or windbreaker. What is said about the Azores’ weather is very real, 4 seasons of the year in one day and real suddenly.


Click here to check the post with my location suggestions to visit at S. Miguel.

167 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Tens perguntas?

  • instagram

Segue-me no Instagram

Thanks for submitting!

Iceland
Home: Contact
bottom of page