top of page
Home: Blog2
  • Foto do escritorRita Cardoso

Sistelo – Trilho dos Passadiços PR25

Atualizado: 13 de abr. de 2021

(English below)


Sistelo, a pequena aldeia com paisagem monumento, à beira do rio Vez, encaixada nas montanhas, que encontrou nos socalcos uma forma de subsistência. Estava um dia nublado, e pela hora de almoço umas pingas de chuva atreveram-se a cair, mas não o suficiente para nos mudar as ideias.


Passava pouco das 14h30 quando demos início ao Trilho dos Passadiços, marcado como fácil, com 1,8 km. Com início no largo central da aldeia, lá fomos nós pelas ruas de pedra, preparados para qualquer chuva que nos quisesse desafiar, na nossa busca dos passadiços.

Passámos por uma ponte ao lado de umas mini-quedas de água, por uma igreja com um agradável parque de merendas ao lado, que se soubéssemos teríamos usado para o nosso almoço, mas de passadiços não havia sinal. Devemos ter andado cerca de 1km até chegar à Praia Fluvial do Sistelo, onde foi construída uma barreira de cimento para manter o nível da água para as pessoas poderem desfrutar da piscina com água cristalina. Essa barreira faz uma linda queda de água que em conjunto com a natureza à volta faz desta praia um local muito agradável para se estar.


O que não estávamos à espera é que teríamos de cruzar essa bela barreira com água, e para isso tivemos de nos descalçar e atravessar os talvez 30m de comprimento com água pelo tornozelo bem gelada. Mas como estes anos na Islândia me tinham preparado para muita coisa e atravessar rios descalça tinha sido uma delas, um instinto qualquer tinha-me feito colocar uma toalha na mochila antes de sair de casa. Mulher prevenida vale por duas e a toalha serviu para limpar 3 pares de pés.


Depois de pés secos e já dentro das botas, voltámos a caminhar para ver se os pés aqueciam, e foi neste ponto que começaram os esperados passadiços. Esta parte dos percursos nos passadiços é muito gira, muito envolvida na natureza e sempre ao lado do rio, o que faz desta zona do percurso a mais interessante. Interessante, mas curta, infelizmente, porque acabam logo um pouco mais à frente.

O percurso passa ainda por uma ruela estreita empedrada com alguma inclinação e uns terrenos agrícolas até chegarmos de volta à aldeia.



Resumindo, um percurso curto e fácil, bonito e bom para descontrair e dar um passeio. Pode ser escorregadio se estiver húmido, e um pouco acidentado devido às pedras no caminho. A publicidade que se fazia aos passadiços dava a impressão de que o percurso seria maioritariamente nos passadiços, mas é o oposto, apenas uma pequena porção.

Se estiverem por perto, é um belo passeio, ou até um belo início para os passadiços da Ecovia do Vez. Vale a pena o trilho para quem gosta de aproveitar a natureza!

O que fazer mais no Sistelo? Já viram o post do Trilho das Brandas?





 

Sistelo, the little village with a monumental landscape, by the Vez river, between the mountains, that found its way of living through the terrace farming. It was a cloudy day, and by lunch time some rain drops dared to fall, but not enough to make us change our minds.


It was shortly after 14h30 when we started the Passadiços Trail, marked as easy with 1,8 km. It started in the village center and we went through the stone streets, ready for any rain that might’ve fallen, looking for the passadiços (wooden walkway).


We walked through a bridge by some little waterfalls, by a church with a picnic park by it’s side, if we had known this before, we would have used it for our lunch, and by then no sign of the walkway yet. We must have walked 1 km until we arrived to the Sistelo River Beach, where a cement wall was built to hold the water, allowing everyone to enjoy the clear waters. This barrier made a very nice waterfall, and together with all the beautiful nature around makes this a great place to be.


What we weren’t expecting was that we would have to cross this nice wall, and for that we had to take our shoes off and cross the 30m maybe with ankle high freezing water. But these years in Iceland had prepared me well and crossing rivers barefoot was one of them, and by some instinct I had put a towel in my backpack before leaving the house in the morning. As we say in Portugal, a prevented woman, worthes two women, and the towel cleaned 3 pairs of feet.


When our feet were already dry and locked inside our boots, we started walking again to warm up, and that’s when the awaited walkway began. This part of the trail is great, very cute, with the surrounding nature and always by the river, and it makes this area the best and more interesting part of the trail. Interesting, but short, sadly, because as soon as they start they also end fast.


The trail still goes by a very narrow stone floor and walls street and some farms till we get back to the village.


In resume, this is a short and easy trail, and nice to relax and take a walk. It can be slippery if the weather is wet, and due to many rocks on the floor can be a little tough. The advertising to this trail made us believe that it was bigger and it was mainly on the wooden walkway, the “passadiços”, but it’s the opposite way, only a small portion.


If you’re around, it’s a nice walk, or even a nice start to the Vez’ Ecovia. The trail is worth it if you enjoy the nature.

What else to do in Sistelo? Have you seen the Brandas Trail post?

149 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Tens perguntas?

  • instagram

Segue-me no Instagram

Thanks for submitting!

Iceland
Home: Contact
bottom of page