top of page
Home: Blog2
  • Foto do escritorRita Cardoso

S. Miguel, Açores | Mata do Canário - Lagoa do Canário - Grota do Inferno - Lagoa de Santiago

(English below)


Dentro da Caldeira das Sete Cidades, além da Lagoa da Sete Cidades, encontramos também a Lagoa de Santiago e a Lagoa Rasa, que apesar de mais pequenas, também têm a sua beleza. Há ainda no maciço da Serra Devassa, a sudeste da Caldeira, várias outras lagoas que também merecem a visita, de destacar a Lagoa do Canário que foi a única que visitei, pois muitos dos caminhos para visitar as outras lagoas encontravam-se bloqueados (talvez devido à pandemia, a informação disponibilizada não era muita).

Ainda dentro da Área de Paisagem Protegida das Sete Cidades, encontra-se o Miradouro Grota do Inferno, um miradouro privilegiado para a Lagoa de Santiago, a Cratera das Sete Cidades e a Serra Devassa. Talvez também entre os mais populares, mas acredito que às vezes passe despercebido por ser necessário fazer uma pequena caminhada de 15 minutos (ou menos) e o caminho não ser tão óbvio nem tão sinalizado como outros.

A Mata do Canário é um parque florestal, em que predomina a flora endémica típica da Macaronésia, tais como Lactuca watsoniana (alfacinha), Angelica lignescens (angélica), Rumex azoricus (labaça-das-ilhas), Euphorbia stygiana stygiana (trovisco-macho). Encontram-se também vastas zonas de floresta plantada com as grandes Cryptomeria japonica (criptoméria), era um tipo de madeira que rendia bastante dinheiro há alguns anos atrás.

Em tempos não pandémicos, é possível entrar neste parque com o carro e perto da zona de merendas tem um parque de estacionamento, mas como referi anteriormente, muitas das entradas estavam bloqueadas, mas este parque tinha uma entrada alternativa, não sei bem se oficial ou feita à tuga. No entanto, estacionámos o carro no parque de estacionamento ao lado da estrada principal, mesmo em frente à entrada da Mata do Canário e entrámos. Este parque tem estradas de terra laranja avermelhada, e as grandes criptomérias a acompanhar todos os caminhos, também elas de troncos avermelhados.



Assim que entramos e caminhamos um pouco, há alguns trilhos marcados à nossa esquerda. Na verdade pode-se escolher qualquer um deles, são todos de pouca dificuldade e desnível, apesar de estreitos, e todos vão dar ao mesmo local, a linda Lagoa do Canário. Esta lagoa actualmente ganhou um novo destaque, pois a sua forma vista de cima, parece um logotipo de uma aplicação de uma rede social, o Snapchat, e depois toda ela é rodeada de floresta (foto do snapchat).



Depois de visitar esta linda lagoa, estava na hora de procurar o caminho que nos levava a uma das vistas mais esperadas, a vista do Miradouro da Grota do Inferno, ou Boca do Inferno. Voltámos a subir para o caminho principal e quando estamos de frente para o estacionamento e parque de merendas, seguimos o caminho à esquerda, um estradão largo, sempre em frente. Caminha-se uns 5, 7 minutos até chegar a um local onde não se pode andar mais para a frente, penso que também tem parque de estacionamento aqui, e seguimos um caminho estreito à nossa esquerda, vimos também pessoas a seguir por dentro de uma zona mais à direita, tipo zona de merendas, mas pareceu-me mais fácil ir por este caminho. Anda-se mais uns 3, 4 minutos nesse caminho estreito e com alguns degraus até se encontrar uma espécie de língua de terra elevada a dirigir-se em direcção à lagoa. A partir daí é sempre a melhorar, à medida que nos aproximamos a vista é cada vez mais ampla e podemos ver a Lagoa de Santiago, a Lagoa Rasa, parte da Lagoa das Sete Cidades, a Lagoa Azul, e para a nossa direita vemos ainda o maciço da Serra Devassa. Para nossa grande sorte, conseguimos estar no miradouro absolutamente sozinhos durante uns minutos e não havia nevoeiro ou nuvens. O caminho de volta é feito pelo mesmo percurso pela Mata do Canário.


Lagoa de Santiago - a verde.

Lagoa das Sete Cidades - só se ve a Lagoa Azul nestas fotos.

Lagoa Rasa - a azul, mais pequena, que aparece à esquerda das fotos



Recomendações:


  • Verificar o estado do tempo antes de ir, Spotazores com câmaras em directo, e se ao chegarem ao miradouro estiverem algumas nuvens, esperem um pouco, há sempre a probabilidade de dissiparem e vos proporcionar uma bela vista.

  • Calçado confortável para a caminhada, o estradão é de terra batida e depois há o caminho estreito e com degraus.

  • Não deixar lixo nem marcas da nossa presença, nestes locais tão naturais e tão bonitos.

  • Em tempos normais, o Parque Florestal da Mata do Canário tem horário de abertura e de fecho, verifiquem no site este horário.


Clica aqui para ver a minha lista de sugestões de locais a visitar em S. Miguel.

 

Inside Caldeira das Sete Cidades, in addition to Lagoa das Sete Cidades, we also find Lagoa de Santiago and Lagoa Rasa, which, although smaller, also have their beauty. There are also in the Serra Devassa massif, southeast of the caldera, several other lagoons that are also worth visiting, notably the Lagoa do Canário (Canary Lagoon), because it was the only one I visited, as many of the paths to visit the other lagoons were blocked (perhaps due to the pandemic, there wasn’t much information available).

Also, within the Protected Landscape Area of ​​Sete Cidades, there is the Grota do Inferno viewpoint, a privileged viewpoint for the Lagoa de Santiago, the Crater of the Sete Cidades and the Serra Devassa. Perhaps also among the most popular, but I believe that sometimes it goes unnoticed because it is necessary to take a short 15-minute walk (or less) and the path is not as obvious or as signposted as others.

Mata do Canário is a forest park where the typical Macaronesian endemic flora predominates, such as Lactuca watsoniana (alfacinha), Angelica lignescens (angélica), Rumex azoricus (labaça-das-ilhas), Euphorbia stygiana stygiana (trovisco-macho), Portuguese names inside the brackets. There are also vast areas of forest planted with the large Cryptomeria japonica (criptoméria), it’s a type of wood that was worth a lot of money a few years ago.

In non-pandemic times, it is possible to enter this park with your car and near the picnic area there is a car park, but as I mentioned earlier, many of the entrances were blocked, but this park had an alternative entrance, I am not sure if official or done Portuguese style. However, we parked the car in the car park next to the main road, right in front of the entrance to Mata do Canário and got in. This park has reddish orange dirt roads, and the big cryptomeria to all around the paths, also with reddish trunks (photo).

As soon as we enter and walk a little, there are some marked trails on our left. In fact, you can choose any of them, they are all of little difficulty, although narrow, and they all go to the same place, the beautiful Lagoa do Canário. This lagoon has now gained a new prominence, because its shape seen from above, looks like a logo of an application of a social network, Snapchat, all surrounded by forest (snapchat photo) (photo).

After visiting this beautiful lagoon, it was time to look for the path that would take us to one of the most anticipated views, the view from the Grota do Inferno viewpoint, or Boca do Inferno. We went back up to the main path and when we are facing the parking lot and picnic area, we follow the path on the left, a wide road, straight ahead.

You walk about 5, 7 minutes until you reach a place where you cannot walk further, I think there is also a car park here, and we follow a narrow path on our left, we also saw people following inside of an area on the right, like a picnic area, but it seemed easier to go this way. You walk for another 3, 4 minutes on this narrow path and with some steps until you find a kind of raised earth tongue heading towards the lagoon. From there it is always improving, as we get closer the view is getting wider and we can see Lagoa de Santiago, Lagoa Rasa, part of Lagoa das Sete Cidades, Lagoa Azul, and to our right we still see the Serra Devassa massif. Luckily for us, we were able to be at the viewpoint absolutely alone for a few minutes and there was no fog or clouds. The way back is done through the same route through Mata do Canário (photo).



Recommendations:


  • Check the weather before you go, Spotazores with live cameras, and if you get to the viewpoint and there are some clouds, wait a little bit, there is always a chance that they will dissipate and provide you with a beautiful view.

  • Take comfortable walking shoes, the road is made of dirt and then there is the narrow path with steps.

  • Do not leave garbage or signs of your presence, in such natural and beautiful places.

  • In normal times, the Parque Florestal da Mata do Canário has opening and closing times, check the website for the schedule.


Click here to check the post with my location suggestions to visit at S. Miguel.

Posts recentes

Ver tudo

コメント


Tens perguntas?

  • instagram

Segue-me no Instagram

Thanks for submitting!

Iceland
Home: Contact
bottom of page